Instalação de guincho – I

Publicado por em 5 de Março de 2009

A escolha de um guincho não é tarefa fácil. O mercado está inundado de marcas e modelos distintos, e conseguir perceber qual o modelo mais adequado ao nosso veículo está longe de ser trivial. Depois de ler bastante e de alguma análise, percebi que a opinião geral dos mais ‘experts’ na matéria é que devemos escolher um modelo que tenha capacidade para puxar, no mínimo, o dobro do peso do veículo. Parece-me exagerado, mas enfim.

O peso bruto do meu Discovery II são 2880 Kg, o que implica um guincho com força máxima de 5760 Kg, ou seja, cerca de 12.700 lbs (os guinchos são especificados nesta medida). Começamos mal! Os modelos mais comuns têm 9.500 lbs… Bom, mas avancemos…

Eu não sou ‘expert’ em guinchos, mas cedo percebi que existe uma marca recomendada por toda a gente: Warn. Já tendo em conta o meu pára-choques (que tem limitações na altura do guincho), dentro da Warn o 9.5xp era o que mais me enchia as medidas, até porque, comparando o 9.5xp da Warn ao um 9.5 da T-Max (por exemplo) percebem-se logo as diferenças. É verdade que com o cabo todo esticado, ambos conseguem puxar 9.500 lbs… mas as semelhanças acabam ai, pois à medida que o cabo enrola o T-Max perde força muito mais rapidamente que o Warn, e já nem falo na velocidade de enrolamento.

“Está decidido, Warn 9.5xp. Não cumpre a regra do dobro da força, mas que se lixe, acho que é mais que suficiente.”, pensei eu todo contente… até comparar o preço dos dois!! O Warn ultrapassava os 1000 euros (+IVA), enquanto o T-Max era menos de metade… bom, parece-me que o caso guincho merece uma paragem para pensar.
Após uma cuidada análise (ao conteúdo da minha carteira, claro J ) decidi comprar um T-Max. Utilizo apenas o guincho de vez em quando e nada muito radical… e com o preço de um Warn compro dois T-Max. Além disso, e após ver a gama da T-Max, encontrei um modelo porreiro, a preços também atractivos e com mais força: o Outback 12.500.

 

Aqui ficam as características:

Rated Line Pull 12500 LB (5665kg) Single-line
Motor 5.5hp 12V, Series wound
Control Wireless Multi-control
Gear train 3 Stage Planetary
Gear reduction ratio 265:1
Clutch Sliding Ring Gear
Braking Automatic In-The-Drum
Drum size Diameter 2.52″ (64mm) Length 8.82″ (224mm)
Cable 94’23/64″ diameter (28.5m, 9.2mm diameter)
Fairlead 4-way roller fairlead
Remote Control Included
Recommended Battery 650CCA minimum for winching
Battery Leeds 25mm², 72″(1.83m)
Finish Dark Gray
Weight 95lbs (43kg)
Overall dimensions (L x W x H) 21.3″ x 6.3″ x 8.6″ (541 x 160 x 218 mm)
Mounting Bolt Pattern 10.00±0.015IN x 4.50±0.010IN (254 x 114.3 mm)

 

Layer of cable 1 2 3 4
Rated line Lbs 12500 10700 9575 8800
Pull per layer Kgs 4985 4305 3850 3535
Cumulative Ft 16 42 72 94
Cable capacity m 5 12 21 28

 

Line Pull Lbs 0 2000 4000 6000 8000 10000 12000 12500
Kgs 0 906 1814 2719 3630 4532 5438 5665
Line Speed ft/min 23.5 12.6 10.3 8.9 7.5 6.5 5.3 4.5
M/min 7.2 3.8 3.1 2.7 2.3 2.0 1.6 1.4
Motor Current amps 70 125 165 215 270 330 390 405

Esta série (Outback) inclui uma maior estanquicidade face aos T-Max standard, e tem uma cereja no topo: o controlo remoto sem fios. Excelente, é mesmo este!

Procurei e pedi preços a muitas lojas e é incrivel as diferenças abismais que se encontram, especialmente se compararmos lojas em Inglaterra como a Paddock com lojas nacionais como a Visual 4×4… na Visual4x4 o guincho custava o dobro!! Felizmente, e quando já pensava que iria comprar o guincho em Inglaterra, lá apareceu uma loja portuguesa, a All4x4, que me fez uma proposta decente. Um pouco acima do valor da Paddock, mas perto o suficiente para que eu decidisse pagar esse valor extra e comprar a uma loja nacional. Além de ajudar o mercado nacional, em crise, é também mais simples de reclamar se alguma coisa correr mal, e até de pedir a reparação dentro do período de garantia.

Com o modelo do guincho escolhido, comecei então a debruçar-me sobre a instalação do mesmo. A grande maioria das pessoas liga o guincho directo à bateria e pronto… Ora, esta opção não me agrada muito, pois sinto-me muito mais seguro se tiver um botão que corta a alimentação do guincho a qualquer altura. Além disso, e sendo que este modelo inclui o controlo remoto sem fios (e pretendo ter o emissor sempre encaixado), ter o guincho sempre alimentado era um risco… imaginem que alguma criança (ou até um adulto, que por vezes são bem piores) apanha o comando e decide brincar com ele?? A maneira tradicional de, em automóveis, fazer o controlo da alimentação de acessórios, é através de um relé…mas tanto quanto sei, mesmo os mais fortes apenas aguentam até cerca de 100 A e este guincho pode consumir até 420 A!!
Assim, tinha de arranjar uma alternativa e encontrei. A Land Rover tem um KIT original para a instalação de guincho em vários modelos, incluindo o meu. O part number é o STC50299 e inclui tudo o que é necessário. Analisando o KIT houve duas coisas que não gostei: uma foi o botão para ligar/desligar (é para instalar na parte inferior do painel de instrumentos e destoa bastante do resto) e a outra foi o preço… cerca de 150 euros!

 

Felizmente a Land Rover não é a única a ter destas coisas e, com a indicação de um colega do LandMania (obrigado amigo Serôdio) descobri este KIT da Warn que ele arranja por preços muito inferiores:

 

O KIT inclui o solenóide, os cabos e o botão… mas a questão do botão continua a não convencer. Tinha de arranjar alternativa (mas o KIT está escolhido, e é este da Warn). Analisando o carro e o espaço disponível no tablier, achei que este era o melhor sitio:

 

À semelhança do que aconteceu com a ligação das luzes auxiliares, tenho de comprar um botão que seja on/off (e não de pressão).
De todos os que estão nesta zona só dois são assim: o dos quatro piscas e de controlo de descidas. Entre os dois, o dos quatro piscas foi o escolhido, pois tem luz interna, o que permite ‘topar’ se o guincho ficar alimentado por esquecimento. Assim, vou comprar o botão, part number YUG102372 e depois das duas uma: ou consigo meter um autocolante alusivo ao guincho por cima do simbolo vermelho dos 4 piscas, ou substituo a tampa pela tampa lisa que agora está a ocupar a posição onde vou meter o botão para o guincho, ainda que neste caso não sei se a luz atravessa. A ver.

Finalmente, e para acompanhar o guincho, quero comprar a roldana e uma cinta pequena para proteger uma árvore no caso de querer utilizá-la como ponto de ancoragem. Os preços que tenho visto são bastante elevados, mas encontrei na T-Max um KIT que inclui essas duas peças e ainda umas manilhas e um gancho adicional para o pára-choques (que não vou utilizar, mas parece-me que fica mais barato comprar o KIT que as duas peças que pretendo em separado).

 

Uma questão que terei ainda de ver, mas apenas quando já tiver o guincho na minha posse é a questão dos roletes. Aquilo é bastante grande e vai ficar muito saliente do pára-choques. Além de, estéticamente, não ficar muito bem, temos a questão de problemas com as autoridades. Não podemos ter objectos salientes… Assim, e caso ache necessário já tenho alternativa, o guia de cabo. Existem, uma vez mais, muitas opções no mercado, mas a grande maioria é para cabos sintécticos. A chapa guia de cabo normal parece-me demasiado agressiva para o cabo de aço e vai certamente reduzir a sua vida. Assim, e para diminuir o efeito nefasto desta, escolhi este modelo:

 

E pronto, o guincho está encomendado, e assim que tiver a confirmação da entrega vou encomendar o botão e o KIT para ligação do guincho.

Pode ler a continuação deste projecto aqui.

7 Responses to Instalação de guincho – I

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*